Ajude compartilhando!

É muito importante para o ser humano se sentir realizado, ter em sua vida a experiência do sucesso.

É uma questão bastante interessante porque o sucesso não depende da visão alheia, ele depende na verdade exclusivamente do sentimento da realização interna – é o que a pessoa sente em seu íntimo, porque aquilo que externamente nós classificamos de sucesso, na maior parte das vezes não é a realidade do que a pessoa sente intimamente. Não é algo que a avaliação alheia traz, pois a aprovação do sucesso não depende do alheio, ele é um sentimento de realização interna. Uma pessoa, por exemplo, que fechou um escritório de contabilidade e abriu uma oficina mecânica pode ser classificado pelos alheios, como alguém com um decréscimo profissional e não, porque na verdade a realização que ele esta sentindo naquele momento, o classifica com uma vida de sucesso.

Realmente depende de a pessoa fazer alguma coisa que ela sinta prazer em fazer. Afinal, se o sucesso dependesse da opinião alheia nenhum artista ou cantor teria que tomar antidepressivos! Porque pela visão do público, aquela pessoa deveria usufruir da maior felicidade, alguém querido por todos, famoso conhecido, rico e uma seqüência de qualidades que muitos aspiram para nós sem conhecer o peso disso.

Então a realização dessa pessoa aos nossos olhos é perfeita, completa, mas internamente ela não é realizada! Talvez ela se sentisse realizada tendo uma granja, um supermercado, mercearia, outra proposta de vida.

A realização do sucesso depende do sentimento pessoal e não da visão alheia de aspiração de sucesso.

Uma questão para se pensar é o que significa sucesso para nós.

O que seria uma pessoa de sucesso? O que é uma pessoa realizada?

Pois existe uma variante no sentido da palavra sucesso.

Na nossa compreensão, o sucesso é uma realidade do ser humano, é uma necessidade pessoal, e nós vivemos, trabalhamos, estudamos, conhecemos pessoas, convivemos, sempre correndo atrás do sucesso pessoal.

Uma pessoa popular, por exemplo, ela já goza de certo sucesso pessoal assim como alguém estimado por muitos também. Vemos que o sucesso de realização não está relacionado à qualidade ou quantidade de matéria, mas ao sentimento – então ela tem valores imateriais. Só que nenhum sucesso pode ser alcançado se a pessoa não tiver algumas qualidades que a levem a esse estado. Vejamos uma delas a seguir.

Autoconfiança

Por mais simples que seja o plano ou o projeto de vida, por mais transparente, por mais fácil que seja o projeto de vida, se ela não tiver uma determinada qualidade, ela não terá condição de executar esse sucesso. E essa qualidade é exatamente algo chamado autoconfiança, uma das maiores qualidades para realizar os seus intentos.

Sem essa condição, o ser humano não consegue avançar, porque qualquer coisa que você fizer na sua vida, em qualquer ponto que você quiser chegar, você precisa de autoconfiança – ela entra exatamente na condição necessária para que você alcance o almejado, não tem como agir sem ela.

Até para falar uma mensagem em público você tem que estar carregado de autoconfiança e mesmo um locutor profissional, não é avaliado apenas o timbre, nem apenas a altura que alcança a sua voz ou a clareza, não é somente isso, mas também é avaliada a confiança que ele passa na sua própria voz. A autoconfiança do locutor é um ponto importante para que ele obtenha ali também o seu sucesso, e foi exatamente neste ponto, que muitos dos nossos projetos já tentaram nascer e acabaram morrendo, porque a falta de autoconfiança nos faz abandonar, desistir de todos os projetos que nos levariam à realização. Muitas vezes, a pessoa pode ter sucesso em uma área da vida como na área profissional, por exemplo, no entanto ela pode não gozar de sucesso pessoal.

A autoconfiança é uma das pedras angulares para que possamos ter uma qualidade de sucesso. Por exemplo: mesmo um vendedor, se ele não passar confiança sobre o produto, você não terá vontade de adquirir.

Se você não passar autoconfiança suficiente para que o outro a perceba, terá dificuldades em seus intentos.

Outro exemplo: Imagine que você está para embarcar em um vôo e à sua frente, dois aviões que irão fazer essa linha. Em um deles está um piloto, tremendo da cabeça aos pés, visivelmente sem muita confiança em pilotar aquele avião e no outro, está um piloto totalmente autoconfiante, e você avalia e sente a capacidade dele manejar aquela aeronave tranquilamente. Em qual dos dois aviões você embarcaria? Com certeza nas mãos de uma pessoa que lhe transmite mais confiança, não é mesmo?

Lógico! A transmissão de segurança vai levar a opinar por aquilo que transmite a segurança e nós buscamos essa qualidade nos outros.

Quando você vai falar com algum vendedor, você avalia a segurança que ele transmite quando fala sobre o produto, o conhecimento que ele tem e passa, e isso é um exercício da sua autoconfiança. E muitas vezes essa autoconfiança do vendedor não vem do produto, na verdade ele tem alguns concorrentes ali, mas ele em especial mostrou uma capacidade de confiança no que ele estava expondo.

Vemos que o sucesso está relacionado diretamente com a autoconfiança, mas também existe outra qualidade importante, que é a paixão por aquilo que se faz, porque se você não gostar, não se apaixonar pelo que faz, não irá conseguir capacidade para desenvolver o que quer de forma a envolver o outro, de forma que o outro sinta o seu interesse e conhecimento.

E se você não tiver autoconfiança naquela ação ou momento da sua vida, não vai conseguir alcançar esse sucesso pessoal.

Como desenvolver a autoconfiança em nós?

A autoconfiança depende de alguns itens da nossa própria existência como essa questão que nós podemos observar primeiro:

– Nós temos autoconfiança ou será que não?

Primeiro precisamos medir qual é o nosso grau de autoconfiança, ou talvez qual é o grau de falta de confiança em nós mesmos! Porque isso reflete no nosso relacionamento junto às outras pessoas, pois acabamos passando este estado de não confiança, e elas então acabam nos tratando com desconfiança, porque demos motivos, passamos essa energia pessoal para conosco.

Podemos medir nossa autoconfiança, porque ela é medida em alguns pontos claros – primeiro a visão interior, a visão de si. O que exatamente você acha de si, de verdade, em seu íntimo? Essa é uma boa pergunta.

Você pode até responder para o outro aquilo que você acha de si, mas saiba que 80% será um golpe da sua mente, falando o que você não acha de verdade de si. Mas existe uma forma para saber de verdade um pouco mais sobre si mesmo, que é quando você faz a pergunta para si.

Pergunte-se o que você acha sinceramente de si mesmo e responda para si:

O que você acha de si? Você é uma pessoa legal? Compreensível?

Você é uma pessoa suportável?

Se você pudesse fazer uma opção, você viveria com você?

Exatamente como você se vê? Quem é você para você mesmo?

Se você pudesse pintar um quadro sobre você, como seria a pintura dessa tela? Se tivesse que se descrever para uma pessoa com problema visual, como você falaria quem você é? Como é a visão que você tem de si?

Porque é a visão que temos de nós mesmos que chamamos de fórmula da nossa forma: é a junção da nossa personalidade e a segunda visão o nosso físico, como nós somos fisicamente, o que dá então a formula da nossa forma; e ela pode mudar à medida que mudamos o nosso mental.

Mas falamos aqui de um questionamento meditativo, sincero, sem permitir se iludir com desculpas e consolos. Somente quem você é para você mesmo. Você é uma pessoa arrogante? Autoconfiante? Comunicativa?

O que você acha de si entra na sua personalidade, e tem tudo a ver com a proposta de sucesso. Você é uma pessoa munida de auto-estima?

Você tem boa estima pessoal? Você se acha uma pessoa capaz?

Se você estivesse vendendo um produto numa concorrência, você acharia que o negocio esta do seu lado? Você é uma pessoa interessante?

São perguntas nesse sentido que vão nos levar a entender nossa formulação. Você já pensou o que determina o jeito que você é, a maneira como age, os gostos que você tem? Precisamos crescer em entendimento sobre quem somos para nós mesmos, porque a nossa visão pessoal também está relacionada com o nosso sucesso pessoal.

É muito difícil você trabalhar com uma pessoa, no sentido de ela alcançar um sucesso de realização pessoal se ela, por exemplo, tem uma desarmonia mental com a sua forma:

– “Eu me acho feio demais, esquisito demais, minha orelha é gigantesca, a minha pele é ruim e meu nariz estranho”.

Essa desarmonia pessoal com a própria forma irá sempre derrubar a auto-estima e interferirá diretamente na realização do sucesso pessoal! Quando tenho minha auto-estima derrubada, já reduzo pela metade a oportunidade de alcançar a realização pessoal e prejudica o seu sucesso pessoal e realizante. E a autoconfiança influencia diretamente a sua forma de ser!

A autoconfiança é uma das partes mais importantes, é o alicerce para que haja então o sucesso pessoal e realizante. Não nascemos com autoconfiança, ela é criada a partir de nós. Vamos tentar?

Ajude compartilhando!